Notícias e Destaques

Lançamento de livro sobre ofidismo e exposição enceram o mês dos 105 anos da Funed

Livro A Defesa Contra o Ophidismo
Livro A Defesa Contra o Ophidismo - Foto: Marina Scutasu

A Fundação Ezequiel Dias (Funed) promoverá no dia 29 de agosto, juntamente com a Rede Nacional de Informação, Diálogo e Cooperação Acerca dos Animais Peçonhentos (Rede Vital para o Brasil), um coquetel e uma mesa redonda para o lançamento do livro “A defesa contra Ophidismo”. Ainda neste dia, acontecerá a abertura da exposição “Animais peçonhentos – Passado e Memória na construção de valores”, além da reunião bimestral da Rede. Estes eventos têm como objetivo fechar o mês de comemoração aos 105 anos da Funed, além de promover, popularizar e difundir o conhecimento científico entre os servidores.
A solenidade de lançamento do livro escrito por Vital Brazil, em 1911, e relançada agora, também com a edição comentada por autores atuais, será em forma de uma mesa redonda, composta pela Presidência da Fundação, representada pelo Chefe de Gabinete, Homero Jackson, pelo Presidente da Rede Vital para o Brasil (RVB), Erico Vital Brazil, Rejane Lira da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Julia Franceschi da Universidade de Campinas (Unicamp). Além da edição comentada por autores atuais, este volume terá alguns documentos importantes: a carta do ex-presidente dos Estados Unidos Theodore Roosevelt, Prêmio Nobel da Paz, em agradecimento ao Vital Brazil pelo recebimento de um exemplar do livro.
A exposição “Animais peçonhentos – Passado e Memória na Construção de Valores”, ficará no hall de entrada do prédio principal aberta para os servidores da Fundação até o dia 06 de outubro. A mostra contemplará painéis contando a história do ofidismo e da Rede Vital para o Brasil.
Ainda compondo esta programação, nos dias 30 e 31 acontecerá a Reunião Bimestral da Rede Vital Para o Brasil. Neste encontro serão discutidos vários assuntos pertinentes às atividades da Rede: revisão do manual de animais peçonhentos, discussão sobre as relações com o Ministério da Saúde, atualização dos pontos estratégicos, termo de cooperação de parceria ou participação na Rede.

Sobre a Rede
A Rede Vital para o Brasil – Rede Nacional de Informação, Diálogo e Cooperação Acerca dos Animais Peçonhentos – agrega, representa e apoia os diferentes profissionais, associações e instituições que exercem alguma atividade relacionada aos animais peçonhentos e seus venenos.
A Instituição tem como principal objetivo promover o diálogo e a cooperação entre as diversas instituições e profissionais desta área específica do conhecimento, dando suporte permanente à troca de informações e experiências, ao estímulo para a formação qualificada, para a preservação da memória e para a divulgação de conteúdo científico.

Sobre Vital Brazil
Nascido em 28 de abril de 1865, em Campanha (Minas Gerais), Vital Brazil é considerado até os dias de hoje um dos mais importantes nomes da ciência brasileira e também consagrado no cenário internacional. É conhecido também principalmente pela descoberta da especificidade dos soros antipeçonhentos.

Para manter os estudos Vital trabalhou como escrivão da polícia. Formou-se na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. No interior paulista ele combateu epidemias de febre amarela, varíola e cólera. Foi ele quem produziu as primeiras doses dos soros antipestoso, antiofídico e antidiftérico, preparou tuberculina e outras vacinas, além de ter coordenado a campanha contra peste bubônica. Ainda, desenvolveu um soro contra os venenos de cascavel e jararaca.

Além de ter criado uma das primeiras escolas do Brasil que alfabetizavam crianças de dia e adultos à noite, desenvolveu materiais de informação sobre como se proteger das cobras e outros animais peçonhentos para as pessoas do campo, inventou uma caixa de madeira barata e segura para que os fazendeiros pudessem capturar as cobras, e como as cobras eram essenciais para a fabricação de soros, firmou convênios com as estradas de ferro para transportá-las, pois eram essenciais à fabricação do soro.

Texto: Amanda Matos
Foto: Marina Scutasu